TIPITI OU TIPITY

 TIPITY , nome dado a fábrica de farinha do Barão austríaco Ludwing Kummer.
Tipiti é uma espécie de prensa ou espremedor de palha trançada usado para escorrer e secar a mandioca ralada. O objeto é utilizado por índios brasileiros e ribeirinhos no preparo da farinha de mandioca (manibat).
O tipiti é fabricado por todos os povos indígenas da região do Rio Negro. É um utensílio indispensável no preparo de farinhas, beijus e mingaus, alimentos à base de mandioca brava. Usado pelas mulheres baniwa seja para extrair o veneno (ácido hidrociânico) e secar a massa antes de ir ao forno. Homem que não sabe fazer tipiti não está pronto para casar.
Trata-se de um cesto cilíndrico elástico, fabricado com talas de arumã ou jacitara sem raspar nem marchetar, com abertura na parte superior e duas alças: a de cima para prendê-lo a um ponto fixo e a de baixo para introduzir uma alavanca e fazê-lo distender-se.
Para uso na cozinha baniwa, os tipiti são fabricados com cerca de 1,70 m de comprimento; é possível encontrar peças deste tipo no comércio de S. Gabriel da Cachoeira. Os baniwa fabricam versões miniaturizadas com talas coloridas, que são vendidas como souvenirs também em Manaus e Belém e já foram utilizadas como embalagem de produtos cosméticos.


2 comentários:
Write comentários

PROJETOS